PE: Delegado morre em confronto policial, suspeito é baleado, socorrido e assassinado dentro da ambulância

Notícias

O policial chegou a ser levado para a Unidade Mista Ana Argemira Correia, em Jataúba, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu no local

Uma história que poucos acreditariam resultou na morte do delegado Flávio Anderson Liberato Alves do Nascimento, de 32 anos, titular da Delegacia de Brejo da Madre de Deus, no Agreste de Pernambuco.
Segundo a Polícia Civil de Pernambuco, Flávio Anderson estava de serviço quando o crime ocorreu. Ele foi a cidade de Jataúba (PE) com uma equipe da Delegacia de Brejo da Madre de Deus para cumprir mandados de prisão contra uma mulher e um homem acusados de homicídio. Ao chegar ao local, o delegado foi recebido com vários tiros e atingido, mas também reagiu à investida e acertou o acusado.

O policial chegou a ser levado para a Unidade Mista Ana Argemira Correia, em Jataúba, cidade situada na mesma região, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu no local.
O homem que teria baleado o delegado foi identificado como José Carlos de Santana de 43 anos. Ele também foi baleado na troca de tiros, mas não teve ferimentos tão graves quando os do delegado. Mesmo assim teve que ser encaminhado para um hospital.
Só que no caminho para a unidade de saúde, a ambulância em que estava José Carlos de Santana, foi interceptada e alguns homens o mataram com vários disparos.
A Polícia Civil de Pernambuco ainda não comentou a morte do suspeito.

Segundo o secretário de Saúde de Jataúba, Adalmir Holanda, o delegado chegou ao hospital com três lesões provocadas pelos disparos: uma no braço, uma na coxa e outra na região clavicular, que transfixou o tórax e atingiu o pulmão e o coração do policial. Holanda ainda afirmou que os médicos da unidade tentaram de várias maneiras estabilizar o paciente para que ele fosse transferido de helicóptero para um hospital com maior estrutura, mas nada do que foi feito conseguiu evitar a piora do quadro do delegado.

“O casal foi preso pelo crime anterior e também pelo homicídio do policial civil e tentativa de homicídio dos policiais da equipe. O homem foi socorrido ao Hospital Geral do Agreste”, diz o comunicado da corporação. 
Nas redes sociais, colegas de profissão de Anderson fizeram desabafos emocionados sobre a morte do policial. “É preciso fortalecer intensamente o combate à criminalidade violenta em todo o País. Ou mais policiais civis e militares precisarão ser assassinados para que isto ocorra? Flávio Anderson era um colega de turma de delegado, companheiro de labuta e amigo. Profissional dedicado, que saiu da sua casa em um dia de sábado para exercer sua função, sendo covardemente assassinado. Minhas sinceras lamentações pela morte de Flávio Anderson e por tantas falhas do sistema de justiça criminal brasileiro”, afirmou o Delegado Israel, vice-prefeito afastado de Arcoverde.

Com informações de TV Jornal, NE10 e Blog do Cícero.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *