Por conta de novo lockdown na França, Roland Garros é adiado

Esportes

Adiamento veio em consenso com governo francês. Intenção é que haja público para o torneio, que agora começa em 30 de maio

A organização de Roland Garros confirmou, nesta quinta-feira, o adiamento do torneio por uma semana em comunicado enviado à imprensa. A chave principal começará no dia 30 de maio ao invés do dia 23.

O atraso veio em consenso com as autoridade francesas, país que entrou em novo lockdown no último sábado que irá durar até o meio de maio.

O torneio parisiense manteve o quali que começará em 24 de maio. A chave principal irá do domingo, dia 30, até o domingo, dia 13 de junho.

No comunicado, a Federação Francesa de Tênis comemorou a nova data e também que a decisão teve o apoio do Board dos quatro Grand Slams.

Ugo Valensi, Diretor Executivo do Conselho do Grand Slam, comentou: “Estes são tempos extremamente desafiadores para as comunidades em todo o mundo e, embora haja otimismo para o futuro, é claro que esta pandemia ainda persiste.

Os Grand Slams representam os holofotes mais significativos para o nosso esporte e, por isso, faremos todo o possível para garantir que sejam organizados com sucesso. Após a consulta, a decisão da FFT de adiar Roland-Garros por uma semana a fim de aumentar a probabilidade de o torneio ser realizado com sucesso é, portanto, totalmente apoiada pelo Conselho do Grand Slam. 

Além disso, a FFT continuará trabalhando com a administração francesa para definir as condições de saúde e segurança públicas mais adequadas para a organização do torneio. Esses protocolos de saúde e segurança serão anunciados posteriormente.

IMAGEM; REUTERS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *