Governo de Alagoas atualiza decreto e bares e restaurantes já podem voltar a funcionar até às 16h; confira mudanças

Notícias

O governador Renan Filho anunciou no começo da noite desta segunda-feira (05), que o Decreto de Distanciamento Social que colocou todo o Estado na Fase Vermelha continua até seu prazo final, por mais 7 dias. Mas houve uma atualização em dois pontos: o retorno do funcionamento de bares e restaurantes e a autorização para que idosos imunizados contra a Covid-19 possam voltar às academias. As alterações serão publicadas ainda hoje e passam a valer a partir desta terça-feira (06).

“Essa foi a primeira das últimas oito semanas que Alagoas registrou uma redução no número de mortes. Isso significa que o plano de distanciamento está sendo capaz de reduzir a ocupação de leitos, ainda não em grande escala, mas há redução de leitos e da complexidade dos casos. Há também uma redução de casos novos. Por isso, resolvemos manter o decreto até seu prazo final, por mais 7 dias, e promovemos duas alterações. Autorizamos os restaurantes e bares a funcionarem até às 16h, fazendo um reinicio gradual das atividades nesse segmento, e permitimos o retorno das atividades de pessoas com mais de 60 anos nas academias, desde que tenham tomados as duas doses da vacina e que tenham pelo menos 15 dias da segunda doses, garantindo que as pessoas imunizadas possam voltar as suas atividades”, disse Renan Filho.

Governador também disse que o Estado já fez a provisão orçamentária para compra de doses extras da vacina Sputnick V da Rússia.

Veja todas as mudanças na íntegra da coletiva:

Conforme o anúncio, as duas alterações no decreto são:

Bares e restaurantes estão autorizados a funcionarem com atendimento ao público no local até às 16h, durante os dias de semana. Após às 16h, e nos finais de semana, estes estabelecimentos só poderão funcionar em formato de pegue e leve ou delivery.

As academias que já estavam autorizadas a funcionar com a capacidade de 30%, não podiam receber idosos com mais de 60 anos. Com a atualização do decreto, os idosos que já receberam as duas doses da vacina e que tiveram aplicadas a pelo menos 15 dias a segunda dose podem voltar a frenquentar esses ambientes.

Confira as medidas que permanecem:

  • lojas do centro – de 9h às 17h, sendo proibido o funcionamento aos sábados, domingos e segundas-feiras
  • lojas de rua e galerias – de 10h às 18h, sendo proibido o funcionamento aos sábados, domingos e segundas-feiras
  • shoppings – de 11h às 20h, sendo proibido o funcionamento aos sábados, domingos e terças-feiras
  • aulas presenciais em instituições particulares de ensino (escolas públicas continuam no formato online)
  • academias – com 30% de ocupação, mas com agendamento. Sendo vedado o atendimento de pessoas com comorbidade
  • praias, calçadões, lagoas, rios e clubes – apenas de segunda a sexta-feira, em pequenos grupos ou individualmente, sendo proibido o funcionamento aos sábados e domingos
  • templos, igrejas e demais instituições religiosas, funcionando com 30% (trinta por cento) de sua capacidade
  • salões de beleza e barbearias – com 50% da capacidade, mas atendimento somente com agendamento
  • transporte intermunicipal – com apenas 30% da capacidade
  • órgãos de imprensa e meios de comunicação e telecomunicação em geral
  • serviço de call center
  • estabelecimentos médicos e odontológicos, hospitalares, laboratórios de análises clínicas, farmacêuticos, clínicas de fisioterapia e de vacinação, psicólogos, terapia ocupacional, fonoaudiólogos, para serviços de emergência ou consulta com hora marcada, e as óticas
  • distribuidoras e revendedoras de água e gás
  • distribuidores de energia elétrica
  • serviços de telecomunicações
  • segurança privada
  • postos de combustíveis
  • funerárias
  • estabelecimentos bancários e lotéricas
  • clínicas veterinárias, lojas de produtos para animais, lojas de plantas, serviços de jardinagem e lojas de defensivos e insumos agrícolas e animais
  • lojas de material de construção e prevenção de incêndio – devendo fechar aos fins de semana
  • indústrias, bem como os respectivos fornecedores e distribuidores
  • lavanderias, lojas e estabelecimentos de produtos sanitizantes e de limpeza, e demais do segmento vinculado a área de limpeza e que garantam melhorias na higienização da população
  • oficinas mecânicas, lojas de autopeças, e estabelecimentos de higienização veicular, com hora marcada e sem aglomeração de pessoas
  • papelarias, bancas de revistas e livrarias
  • estabelecimento de profissionais liberais (arquitetos, advogados, contadores, corretores de imóveis, economistas, administradores, corretores de seguros, publicitários, entre outros), desde que ocorra com hora marcada e sem aglomeração de pessoas e disponibilização de álcool gel 70% (setenta por cento) para clientes e funcionários
  • concessionárias e revendedoras, de carros e motos
  • lojas de tecidos e aviamentos, facilitando a fabricação de máscaras – devendo fechar aos fins de semana
  • padarias, lojas de conveniência, mercados, supermercados, minimercados, açougues, peixarias e estabelecimentos de alimentos funcionais e suplementos, sendo proibido o consumo local, tanto de bebidas quanto de comidas
  • bares, restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos congêneres que funcionem no interior de hotéis, pousadas e similares, desde que os serviços sejam prestados exclusivamente a hóspedes, bem como de hospitais, clínicas da área de saúde e postos de combustíveis nas rodovias alagoanas
  • qualquer loja e outros estabelecimentos comerciais, sem aglomeração de pessoas e cumprindo o Protocolo Sanitário, vedado o seu funcionamento aos sábados e domingos
  • transporte de carga no âmbito do Estado de Alagoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *