Reprodução: Protesto rodoviários

Rodoviários de Maceió podem decretar greve neste sábado (3)

Notícias

Reuniões setorizadas nas empresas ja indicaram greve por tempo indeterminado

A assembleia dos Rodoviários de Maceió está marcada para este sábado (3), e nela será votado o encaminhamento de reuniões setoriais nas empresas que querem decretar greve da categoria. De acordo com os trabalhadores, a medida extrema é motivada pela negativa das empresas em manter plano de saúde e ticket alimentação para os funcionários.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado de Alagoas (Sinttro/AL) o indicativo é de greve, uma vez que, após várias audiências realizadas pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), com a participação dos empresários e de representantes da Prefeitura, trabalhadores e empresários não chegaram a um consenso com relação à manutenção dois dois benefícios.

Segundo Sandro Reges, presidente do Sinttro/AL, em panfletagem realizada na manhã desta quinta-feira (1º), nas garagens, para convocar a categoria para a assembleia, a grande maioria dos trabalhadores já sinalizou pela realização de greve por tempo indeterminado. “Não temos mais opção a não ser lutar por nossos direitos, e a única alternativa viável diante da falta de humanidade dos empresários, que estão tirando o pão da nossa mesa e o nosso plano de saúde em plena pandemia, é paralisar geral. Esse é o discurso unânime da nossa categoria que será, provavelmente, ratificado na assembleia de sábado”, declarou Reges.

“A gota d’água que culminou com a marcação da assembleia extraordinária deste sábado, foi a última audiência, ocorrida no dia 30 de março, onde, mesmo com o anúncio da Prefeitura de que subsidiará em R$ 1 milhão e meio o transporte público e isentará as empresas do pagamento do ISS (Imposto sobre serviços), o que resultaria em mais R$ 1 milhão de economia para o setor, elas se negaram a dar continuidade aos benefícios nos moldes em que vinham sendo pagos” – diz nota enviada pelo Sindicato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *