Foto assessoria: sede MPAL

Ministério Público pede prisão preventiva de acusado de espancar esposa em Colônia Leopoldina

Cidades

Com Informações: Assessoria | Foto: Reprodução

O Promotor de Justiça Rodrigo Lavor pediu, nesta segunda-feira (29), a prisão preventiva de Ernâni Lima Cavalcante, acusado de espancar a esposa.

O fato ocorreu no dia 25 de março de 2021, mas a princípio a informação que o promotor recebeu foi de que a vítima teria sido ameaçada, o que dispensaria medida mais drástica em relação ao autor. No entanto, comprovada a gravidade do caso, violência doméstica e possível tentativa de homicídio, por meio de vídeo enviado ao Ministério Público de Alagoas (MPAL) via Promotoria de Justiça de Colonia Leopoldina, o promotor precisou executar o pedido de prisão preventiva.

O promotor explicou o caso, “O flagrante deu entrada na quinta-feira e o auto de prisão em flagrante tratava de uma ameaça, que levou a adoção de postura, naquele momento, de acordo com o artigo 147, do Código Penal, já que se tratava, até então, de um crime de menor potencial. Adotei as providências dentro do que rege, também , a Lei Maria da Penha., no entanto, na madrugada recebi um vídeo que eliminava o que tínhamos como primeira informação provocando a adoção de medidas mais severas, pois as imagens eram nítidas de violência doméstica, com agressões físicas culminando em tentativa de homicídio”, declara o promotor de Justiça, Rodrigo Lavor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *