Prefeitura de Maceió cria Força-tarefa para fiscalizar blocos e festas clandestinas de carnaval

Notícias
  • Com informações assessoria

A Prefeitura de Maceió criou uma força-tarefa para atuar de forma efetiva na fiscalização durante o período de carnaval, que, este ano, devido à pandemia de Covid-19, não terá comemorações. A intenção é impedir o desfile de blocos e festas clandestinas que gerem aglomerações de qualquer natureza. O Município vai fazer valer as regras sanitárias com a possibilidade de aplicar penalidades para quem for flagrado descumprindo as diretrizes.

Na próxima sexta-feira (12), equipes farão uma grande blitz, a partir das 20h, percorrendo vários pontos da cidade. O objetivo é monitorar a movimentação e fazer abordagens educativas visando à conscientização de que o momento não permite grandes festas com aglomerações.

As festas privadas estão autorizadas por decreto governamental, mas também serão fiscalizadas. Há uma série de medidas previstas para evitar o contágio pelo novo coronavírus e os organizadores devem implementá-las para que não corram o risco de serem penalizados, até com o fechamento do estabelecimento por tempo indeterminado.

A força-tarefa também monitora a organização de blocos de carnaval e festas clandestinas em diversos bairros da capital. Estes eventos não estão autorizados e, se acontecerem, serão alvos de fiscalização. A Prefeitura de Maceió vai se reunir na próxima quarta-feira (10) com o Comando de Policiamento da Capital (CPC), da Polícia Militar, para pedir o apoio necessário nas intervenções. Além disso, pretende acionar o Ministério Público para atuação em parceria.

A Prefeitura, por meio das secretarias municipais de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs), de Transporte e Trânsito (SMTT), de Assistência Social (Semas), além da Vigilância Sanitária, da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC) e o Gabinete de Gestão Integrada (GGI) de Prevenção à Covid-19, criaram um grupo de trabalho (GT) para planejar as atividades de fiscalização nos quatro dias em que a Folia de Momo ocorreria na capital.

Nos quatro dias destinados ao carnaval, o Grupo de Trabalho formado pelas secretarias municipais de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs), de Transporte e Trânsito (SMTT), de Assistência Social (Semas), além da Vigilância Sanitária, da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC) e o Gabinete de Gestão Integrada (GGI), estará nas ruas com abordagens e atividades direcionadas para garantir que as medidas de combate à Covid-19 sejam respeitadas. Blitze culturais e sociais, com a FMAC e a Semas, estão sendo planejadas para reforçar o apelo. A população poderá ajudar a denunciar possíveis irregularidades por meio de um telefone a ser disponibilizado pela Prefeitura de Maceió.

O prefeito JHC vai assinar, esta semana, um decreto com as regras do Município a serem seguidas ao longo deste período. Medidas duras estão previstas para quem descumprir as normas. O infrator poderá, inclusive, ser denunciado pela Procuradoria Geral do Município e responder pelo crime contra a saúde pública.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *