Polícia Federal cumpre mandado contra pornografia infantil em Maceió; alvo não foi localizado

Destaque

A Polícia Federal cumpriu, nesta terça-feira (2), mais uma fase ostensiva da Operação “Inocência Compartilhada 2”, que investiga o compartilhamento de fotos e vídeos com cenas de pornografia infantojuvenil em grupos de aplicativos de mensagens. Um mandado de busca e apreensão foi executado em um bairro da parte alta de Maceió, mas o alvo da ação não foi encontrado.

Pessoas residentes em outreos países também são investigados pela operação, que é resultado de uma ação policial desenvolvida pela Interpol na Argentina denominada “Operacion Terra”.

A operação identificou a existência de grupos do aplicativo de mensagens Whatsapp por onde os investigados trocavam fotos e vídeos contendo imagens de abuso sexual de crianças e adolescentes com participantes de vários países.⠀

A polícia argentina identificou que um dos participantes do grupo utilizava um terminal móvel com DDD do estado de Alagoas, o qual compartilhou imagens de crianças em situação de nudez.

Diante dos fatos, a Polícia Federal representou à Justiça Federal pela expedição de mandado de busca e apreensão para aprofundar as investigações.⠀

As buscas ao alvo da ação em Maceió continuam.

A pena para este tipo de crime, previstos nos artigos 241-A e 241-B da Lei 8.069/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente), somadas podem chegar a 10 anos de prisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *