ARAPIRACA: Preso suspeito de assassinar filha de sargento militar

Cidades Últimas

Deisiely Santos morava em Arapiraca e desapareceu no dia 21 de dezembro

As circunstâncias misteriosas que envolviam o caso da jovem Josefa Deisiely Santos Magalhães, encontrada morta em dezembro do ano passado, chegaram ao fim. Na tarde desta terça-feira (12) um homem foi preso suspeito de executar a vítima que é filha de um sargento lotado no 3ºBatalhão de Polícia Militar de Arapiraca (3ºBPM). Deisiely Santos morava em Arapiraca e desapareceu no dia 21 de dezembro. O corpo dela foi encontrado oito dias depois na zona rural de Igreja Nova, na região do Baixo São Francisco.

De acordo com as primeiras informações policiais, o suspeito de ter praticado o crime material, cujas iniciais são J.N.N, de 42 anos, teve a participação de comparsas para praticar o crime, inclusive no roubo do veículo da vítima.

A motivação do crime seria a perseguição e insistência do suspeito em manter um relacionamento com Deisiely Santos. Com a recusa da jovem, o criminoso a executou covardemente.

A prisão do suspeito 15 dias após o achado do cadáver da vítima, tiveram início a partir das pessoas que estavam com o carro da vitima. Elas confirmaram o envolvimento do suspeito na morte de Deisiely Santos.

As investigações policiais comandadas pelo delegado regional de Arapiraca, Guilherme Yustem, teve o apoio da Seção de Capturas da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic). 

Entenda o caso 

Josefa Deisiely tinha 26 anos e era mãe de três crianças. Ela foi vista com vida pela última vez ao sair do trabalho, em Arapiraca, por volta das 18h do dia 21 de dezembro e não fez mais contato com familiares, que iniciaram uma campanha nas redes sociais para tentar localizar a jovem.

No dia 29 de dezembro o corpo de Deisiely Santos foi encontrado em uma área de canaviais entre os municípios de Igreja Nova e Penedo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *